Rua João Lisboa s/n São Pedro
Codó-MA CEP 65.400-000
(99) 3661-3856
(99) 98805-2207
hostdominus@hotmail.com

Site fora do ar: como evitar os principais motivos que causam indisponibilidade?

Site fora do ar: como evitar os principais motivos que causam indisponibilidade?

Você fez tudo o que é recomendado para criar um site sem cometer falhas, mas aí surgiu um problema: o seu endereço ficou indisponível. A intenção era fortalecer a presença online, mas com o site fora do ar isso compromete a imagem do seu negócio e atrapalha a estratégia de marketing. Sem falar no caso das lojas virtuais, onde cada segundo de indisponibilidade significa uma venda a menos.

Para ficar mais fácil de entender, vamos voltar lá no início da construção do seu site. Você já ouviu falar que criar um site é muito parecido com construir uma casa? Será preciso escolher um endereço e um terreno antes de começar a construção. O terreno que abriga a casa equivale ao serviço de hospedagem de um site. É lá que você armazenar todo o “material” do seu site, blog ou loja virtual. A indisponibilidade do servidor pode ser um dos motivos que tiram o seu site do ar, mas existem muitos outros. Venha entender.

Motivos que podem deixar um site fora do ar

Diversos fatores podem interferir na disponibilidade do seu site na internet, desde um domínio expirado, ataques de hackers e até bloqueios de rotas internacionais. Listamos abaixo as principais ocorrências e o que você pode fazer para evitá-las.

1. Falhas na programação do site

Se você fez o seu site sozinho, usando uma ferramenta como o Criador de Sitesou algum outro de gerenciador de conteúdo como o WordPress, é provável que você não tenha feito nenhuma alteração de código. Mas se você contratou um desenvolvedor, certamente ele utilizou uma linguagem de programação, como PHP ou JavaScript, para criar o seu site. Neste caso, algumas alterações no código-fonte ou um simples erros no código podem deixar o site fora do ar. Por isso, é importante conversar com o seu desenvolvedor sobre eventuais falhas que possam provocar a indisponibilidade do seu site.

2. Erros no redirecionamento de URL

Você já ouviu falar alguma vez sobre “redirect 301“? É uma orientação que aparece num determinado endereço, redirecionando o usuário para o endereço correto. Nos casos de extensões de domínio de cidades, por exemplo, usar o redirecionamento é uma alternativa para a sua estratégia de marketing. Poderia ser feita assim: você registra o domínio www.chaveiro.floripa.br e redireciona este site para o site que você já tem, que pode ser www.chaveirodailha.com.brMas se o redirecionamento não é feito da forma correta pode deixar o seu site fora do ar. Como este não é o único tipo de redirect, verifique com seu desenvolvedor se isso pode estar causando a indisponibilidade.

3. Falhas na configuração do site na hospedagem

Depois de escolher o seu fornecedor de hospedagem é necessário fazer a configuração. Se você não tem tanto conhecimento em programação de sites é importante contar com o auxílio da equipe da empresa que está contratando. Inclusive, no momento de escolher uma hospedagem para o seu site, verifique se existe um suporte especializado, que atenda em português e esteja disponível 24 horas por dia.

Uma pequena falha na configuração do site na hospedagem pode deixá-lo fora do ar, então na hora de você configurar o seu site cuide com atenção as questões como: compatibilidades, instalação correta do CMS, revise a transferência do conteúdo, verifique temas e plugins. Qualquer equívoco pode deixar o seu site fora do ar, converse com a equipe de atendimento da empresa sobre as versões compatíveis com o serviço e também sobre o escopo do suporte, ou seja, que tipo de configuração é de responsabilidade da empresa ou sua.

4. Uso de recursos do plano de hospedagem

Ao contratar um serviço de hospedagem você escolhe um plano, que geralmente tem uma capacidade de recursos de processamento, memória, uso de disco, link com a internet e outros. Caso o site alcance este limite estabelecido no plano, ele pode ficar fora do ar. Existem diversas causas para o uso excessivo de recursos, como por exemplo: sites muito populares com grande número de acessos simultâneos, plugins em sistemas de gerenciamento de conteúdo, scripts mal desenvolvidos, atividades de uso excessivo de FTP, bancos de dados e outros. Mas tudo pode ser facilmente resolvido conversando com um consultor da empresa de hospedagem.

5. Indisponibilidade do servidor de hospedagem

Você já ouviu falar em uptime? Este é o termo usado para identificar o tempo de atividade de um servidor. Quanto mais alto for o uptime, significa que as chances de ter o site fora do ar são pequenas. Os melhores servidores de hospedagem costumam garantir uptime de 99,9%. Ou seja, a chance de um site ficar fora do ar é de apenas 0,1% num determinado período. Se você contratou um fornecedor que oferece essa garantia, significa que o seu site pode ficar fora do ar por no máximo oito horas no período de um ano, que tem 8.760 horas no total.

Fonte: HostGator


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *