Rua João Lisboa s/n São Pedro
Codó-MA CEP 65.400-000
(99) 3661-3856
(99) 98805-2207
contato@hostdominus.com.br
vendas@hostdominus.com.br

Segurança


Segurança do site: motivos para usar HTTPS

Você já usa um Certificado de Segurança SSL no seu site? Se a resposta é não, saiba que está na hora de dar prioridade para esse assunto. A adição do HTTPS para sites e lojas virtuais torna-se cada vez mais uma necessidade.

Além da maior relevância para SEO (que o Google anunciou em uma das últimas atualizações do seu algoritmo), o HTTPS antes do nome do seu domínio torna-se cada vez mais uma exigência do mercado – já que o protocolo garante mais segurança para os dados que circulam na web.
Quer saber mais? Então venha conferir mais sobre o assunto nesse post.

Atualização no Google Chrome

Um bom motivo para colocar a segurança do site em primeiro lugar é que a partir de janeiro de 2017, uma atualização no Google Chrome informará aos usuários se o site está ou não utilizando o protocolo de segurança HTTPS. O cadeado verde continuará aparecendo normalmente, mas agora, caso o seu site não tenha HTTPS, aparecerá uma informação com maior destaque mostrando que o site não está seguro.

De acordo com a equipe do Google, essa mudança será gradual e acontecerá a partir da versão 56 do navegador Chrome. Essa mudança ocorreu, pois o cadeado verde nem sempre era percebido pelos usuários, dessa forma, surgiu a necessidade de criar um alerta com maior destaque na própria barra de endereço – para informar que o site não é confiável. Isso ajuda a lembrar da importância de manter os dados pessoais seguros na internet.

Assim, a preocupação maior será para sites que solicitam informações de senha e/ou cartão de crédito como, por exemplo, as lojas virtuais.

O que é o HTTPS?

Você deve estar se perguntando o que é o HTTPS, certo? O HTTPS (ou Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro, na tradução literal) é um protocolo de segurança que informa aos visitantes que aquele site está protegido.

Isso significa que foi instalado um Certificado SSL e quando um site utiliza esse protocolo, é recomendável fornecer os seus dados bancários ou pessoais para efetuar compras online, por exemplo, pois o site possui uma proteção extra.

Fonte: HostGator


Erro 404: como utilizar a página de erro a seu favor

Certamente você já deve ter acessado algum site e esperou por uma página mas na verdade encontrou aquela famosa mensagem “Not Found”.

O erro 404 é um das páginas de erros que os usuários mais encontram na web e, por isso mesmo, é importante usar ela para melhorar a experiência do usuário em seu site. Com esse objetivo vamos abordar nesse post o Erro 404, explicandocomo ele ocorre e mostrando maneiras melhores de conviver com ele. Confira no post.

 

Como esse erro ocorre?

O erro 404 é um código de resposta HTTP que indica que o usuário pode se comunicar com o servidor normalmente mas o servidor não pôde encontrar o que foi solicitado. Assim, o servidor de hospedagem irá apresentar a mensagem “404 – Página não encontrada” característica.

Esse erro significa que a página da web que o usuário estava tentando acessar não foi encontrada, essa página pode ter sido removida ou modificada. Pode ocorrer também quando:

  • o usuário tenta acessar um link quebrado ou que não existe;
  • o visitante do seu site digita a URL incorretamente.

Resumindo, o Erro 404 ocorre quando a página acessada não existe na URL inserida.

Quais as consequências desse erro?

É possível que o usuário perca a confiança no seu site, principalmente, se for a primeira visita. Ainda mais se você possui uma loja virtual – já que, nesse caso, o erro impede que o cliente realize a compra.

Infelizmente esse tipo de erro está presente em todos os sites, principalmente porque pode ser causado por erros de digitação do usuário. Então a melhor maneira é pensar em uma forma de utilizar esse erro a seu favor.

Antes de tudo, é preciso otimizar as suas URLs para deixá-las mais amigáveis – o que é ótimo para SEO. Lembre-se também para realizar redirecionamentos caso alguma página seja excluída – é possível que algum usuário tenha salvo sua página nos favoritos.

E o melhor conselho: customize sua página 404!
A página de erro padrão é simples e com termos em inglês (como na imagem), o que gera uma certa desconfiança, não é mesmo?


Então aposte na usabilidade sempre, veja algumas dicas na hora de customizar a sua página de erro 404:

  • Retire a mensagem padrão de erro;
  • Mantenha o layout padrão do seu site para mostrar ao usuário que ele continua navegando na mesma página;
  • Mantenha o menu do seu site ou adicione um botão para retornar à home;
  • Se possível, adicione um campo de busca ou indique algumas páginas semelhantes ao que foi pesquisado;
  • Erros não são bem vistos pelos usuários, então dê um toque de humor à página – mas cuide para sempre manter a identidade da sua marca;

Fonte: HostGator


Dicas para criar senhas seguras

Acha o uso de senhas um incômodo? Realmente, não é nada agradável ter que memorizar dezenas de senhas para os diversos serviços eletrônicos que utilizamos no dia a dia. É senha de acesso ao e-mail, senha para uso da conta bancária, identificação nas redes sociais, senha para acessar o painel de controle de sua hospedagem de site. Enfim, uma infinidade de números, letras e símbolos.

Por mais incômodo que seja, até o momento é uma das formas mais seguras de proteger os dados no ambiente eletrônico. Mas é necessário cuidado: afinal, qual a utilidade das senhas se elas podem ser facilmente descobertas ou se você tem dificuldades para decorá-las ou protege-las?

Neste post apresentamos algumas dicas que podem auxiliar você a criar senhas seguras. Que tal conferir?

A melhor senha: seguras e fáceis de lembrar

Hoje, quando nos cadastramos em algum serviço, somos orientados a utilizar um número mínimo de caracteres. Muitos mecanismos, inclusive, não aceitam senhas com menos de 8 caracteres. Além do comprimento, a inserção de caracteres maiúsculos e minúsculos, números e símbolos são constantemente recomendados, pois permitem o aumento de a segurança da senha.

De forma simplificada, as melhores senhas devem conter a seguinte estrutura:

1. Mínimo de 8 caracteres;
2. Uso de pelo menos duas letras maiúsculas;
3. Uso de pelo menos uma letra minúscula;
4. Uso de pelo menos um número;
5. Uso de pelo menos dois símbolos.

Também é importante evitar o uso de senhas relacionadas à vida pessoal, como datas de aniversário, nomes de parentes ou animais de estimação.

Aviso aos navegantes: se é necessário manter uma cópia da senha, cuide para deixar em um lugar seguro. Tome cuidado, com certeza um post it pendurado no computador ou no seu ambiente de trabalho não é o lugar mais seguro para guardar suas senhas.